| maria araujo
arquitetura e design

| Apartamento JD

 

O apartamento JD está localizado em uma das superquadras sul de Brasília e para nós era de extrema importância, que a história da cidade transparecesse nos detalhes do projeto. É por acreditarmos que a arquitetura deve revelar a história do lugar e de seus usuários que os materiais foram utilizados em suas formas mais naturais: concreto aparente, piso em caco de pedra São Tomé, painel de madeira freijó, piso em régua de madeira e muita vegetação. 

 

O apartamento que, originalmente possuía 3 quartos, teve um dos quartos incorporado à sala para sua ampliação. Ao acontecer isso, nos deparamos com um grande pilar de concreto, que se tornou parte do partido do projeto. Optamos por expor as estruturas presentes na sala e trazer o calor e aconchego necessário ao ambiente por meio do painel de madeira que camufla o acesso a área de serviço e a área íntima do apartamento. Ele ainda possibilita que aconteça, ou não, a integração da cozinha com a sala de jantar. A cozinha ganha um toque de cor com a marcenaria verde e a elegância necessária com a mistura da madeira ebanizada e aço inox. 

 

Na área intima do apartamento, temos a suite principal vazada de fora a fora, com ambiente do quarto, closet e banheiro, onde o cobogó ganha papel de floreira. O piso de madeira do quarto é contraposto ao revestimento cimentício do banheiro. O segundo cômodo tem função de quarto de apoio e por fim temos o banheiro social que segue o mesmo padrão do banheiro de casal. 

 

A escolha do mobiliário também reflete o ar modernista do lugar. A icônica Poltrona Mole de Sergio Rodrigues e a Poltrona Adriana do mestre Jorge Zalszupin, foram misturados com móveis e elementos de arte contemporânea. 

Imagem: Studio ZMP e acervo pessoal